Após nova regra do cartão de crédito juros caem 67,8 pontos

Depois da nova regra do cartão de crédito na modalidade rotativo, tiveram uma queda de 67,8 pontos percentuais no mês de abril. As taxas que em média eram cobradas caíram 490% ao ano no mês de março para 422,5% no mês passado, de acordo com relatos do Banco Central.

A regra feita pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), no mês de janeiro é como parte da reforma microeconômica declarada pelo governo no final do ano passado. As instituições bancárias tiveram que se acostumar com as novas regras e tinham dois meses para isso, onde tiveram que transferir os clientes que não conseguiram pagar o rotativo do cartão nos primeiros 30 dias para o crédito parcelado onde cobra taxas menores.

Lembrando que as taxas de juros do rotativo são as maiores do cartão de crédito, batendo até mesmo a do cheque especial. Hoje com essa regra nova a estimativa do Banco Central é que essas dívidas diminuam pela metade.

Antes dessa mudança o cliente podia pagar pelo menos 15% do valor total da fatura do cartão de crédito, até o vencimento da fatura que chamam de pagamento mínimo, e o restante da fatura ficava para o mês seguinte.

O que muda é que com essas novas regras o cliente que não conseguir pagar o valor total da fatura do cartão de crédito, poderá fazer o pagamento mínimo de 15% mas apenas um mês, na fatura seguinte o cliente não poderá repetir este processo.