Segundo a CEF trabalhadores já sacaram mais da metade do FGTS inativo

De acordo com a CEF (Caixa Econômica Federal), os trabalhadores já sacaram mais da metade do FGTS de contas inativas. Até terça-feira (16) o valor resgatado foi de R$24,4 bilhões e segundo o governo estima que que os valores pagos cheguem a R$ 43,6 bilhões.

Sendo que o número de trabalhadores que já realizaram o saque é de 15,8 milhões, alcança mais da metade dos 30,2 milhões de trabalhadores beneficiados nas cinco fazes do auxílio.

Na região Sudeste, onde foi à maior concentração de saque do benefício, seguido pela região Sul, Nordeste em terceiro, Centro-Oeste em quarto e por último a região Norte. Lembrando que a terceira fase do saque de contas inativas foi para os que nasceram no mês de junho, julho e agosto.

A maioria dos trabalhadores já sabem o que vão fazer com o dinheiro, são para pagar contas atrasadas e para gasto pessoal. Mesmo assim teve pessoas que não conseguiram sacar o benefício ou por falta de documento ou por causa da empresa não ter pagado o FGTS.

Para que não ocorra esse tipo de problema é aconselhável que o trabalhador na hora de sacar leve sua documentação necessária para o saque, que é o RG, Carteira de Trabalho ou contrato de trabalho da empresa onde trabalhou. E para saber se o trabalhador tem direito a conta inativa, é bom verificar pelo site da Caixa Econômica Federal, com o número do PIS e a senha que o usuário cadastrou, acesse o Portal da Caixa.